sexta-feira, janeiro 18, 2008

O Ovo Mexido Gourmet *




O brainstorming é um conceito interessante. Quero dizer… deve ser. Para dizer se é mesmo ou não é, se calhar seria preciso saber primeiro o que é que brainstorming quer dizer. No entanto, o meu curso de inglês no instituto de línguas do meu bairro ainda só chegou para aprender os dias da semana e pouco mais (e já lá estou há oito meses). A ideia é conseguir dizer a palavra stress com a pronúncia correcta. Depois disso, desisto (espero que aí já tenha aprendido o que quer dizer brainstorming, claro).

Vem isto ao caso porque me disseram que uma conversa que tive com o Vizinho (digníssimo proprietário deste blog) pode ser considerada brainstorming e que, por exemplo, brain quer dizer cérebro. Isso causou-me estranheza, porque (conhecendo-me bem a mim e ao Vizinho) em conversa nenhuma tida entre nós me recordo que tenha estado envolvido um único cérebro que fosse… quanto mais dois!

Mas… avante!

Na supracitada conversa, o meu interlocutor apregoou ser um entendido em culinária de requinte; assim uma espécie de “Chef” de cuisine avant-garde cuja grande especialidade é… Ovos Mexidos!

Diz, então, o Vizinho que de Ovos Estrelados não percebe grande coisa mas que em Ovos Mexidos é um verdadeiro perito («Não há pai!», são as palavras dele). A mim resta-me acreditar e, tanto quanto possível, ajudar o rapaz a rentabilizar tal (raríssimo) talento. Nesse sentido, propus-lhe que pusesse a perícia a render abrindo um restaurante exclusivamente de Ovos Mexidos. Se fazê-los é uma arte de tão alto gabarito, então, não há como um restaurante dedicado unicamente à iguaria venha a ser um flop.

Obviamente, vejo isto com bons olhos. O Vizinho não, porque aqueles olhos meio pitosgas enxergam pouca coisa.

Tudo podia começar… pela rua. A ideia é do próprio “Chef”. Se há quem faça um figurão a vender Cachorros Quentes (que mais não são do que salsichas postas a aquecer em água ao lume e metidas em pão – não há arte nenhuma ali), não vejo por que não começar o negócio da venda do belo do Ovo Mexido (Gourmet, acrescento eu) numa barraquinha, à porta das discotecas, em que o cozinheiro, de avental e gorro branco, berrasse: «Olhó óvinho mexíídeeeeeeeeeeee!!» Muito sinceramente, concordo com esta ideia, porque praticamente todos os produtos de grande sucesso no mundo começaram assim, de forma humilde mas ambiciosa.

O tempo chegará em que o franchising (um termo que uso mesmo sem saber de todo o que significa – mais um objectivo para o meu curso de Inglês) de uma cadeia mundial (planetária ou até mesmo inter-planetária – não faz mal sonhar alto e… os extra-terrestres se calhar também passariam a ser apreciadores) de Ovos Mexidos Gourmet venha a vingar e o negócio venha a render milhões e mais milhões.

Ouvi dizer que já há por aí uma cadeia de carne picada grelhada metida em pão ou algo do género com algum sucesso. Mas nada que se compare ao potencial dos Ovos Mexidos que, no mínimo (mesmo não se chegando ao ponto da tal cadeia universal – o que não acredito que não aconteça), merecem ter o tal restaurante dedicado com absoluta exclusividade. Obviamente, também aí, em ambiente de requinte e luxo (o Ovo Mexido Gourmet vai ser famosíssimo! Já imagino o restaurante do Ritz a contactar o Vizinho…), o "Chef" sairá da cozinha acompanhando o prato até ao cliente e gritará: »Olhó óvinho mexíídeeeeeeeeeeee!!» E sempre que o fizer será profusamente aplaudido pela "nata" da Sociedade.


*(post criado a quatro mãos e duas cabeças com pouco juízo, via chat)


K@, InSensato vizinho do Blog do Vizinho





PS: Como pede o Vizinho, comente sempre os posts deste blog!

Reacções:

0 comentários: