quarta-feira, julho 07, 2010

Para reflectir...

Existem cinco estágios numa carreira profissional de sucesso:
O primeiro estágio é aquele em que o funcionário precisa de usar crachá, porque quase ninguém na empresa sabe o nome dele.
No segundo estágio, o funcionário começa a ficar conhecido dentro da empresa e o seu sobrenome passa a ser o nome do departamento em que trabalha. Por exemplo, Heitor da Contabilidade..
No terceiro estágio, o funcionário passa a ser conhecido fora da empresa e o nome da empresa transforma-se em sobrenome: Heitor do Banco Tal.
No quarto estágio, é acrescentado um título hierárquico ao nome dele: Heitor, Director do Banco Tal.
Finalmente, no quinto estágio, vem a distinção definitiva. Pessoas que mal conhecem o Heitor passam referir-se a ele como 'o meu amigo Heitor, Director do Banco Tal'.
Esse é o momento em que uma pessoa se torna, mesmo contra a sua vontade, um 'amigo profissional'.
Existem algumas diferenças entre um amigo que é amigo e um amigo profissional.
Amigos que são amigos trocam sentimentos. Amigos profissionais trocam cartões de visita.
Uma amizade dura para sempre. Uma amizade profissional é uma relação de curto prazo e dura apenas enquanto um for útil ao outro.
Os amigos de verdade perguntam se podem ajudar. Os amigos profissionais solicitam favores.
Os amigos de verdade estão no coração. Os amigos profissionais estão num ficheiro.
É bom ter uma resma de amigos profissionais. É a isso que, hoje, chamamos networking, um círculo de relacionamentos puramente profissional. Mas é bom não confundir uma coisa com a outra. Amigos profissionais são necessários. Amigos de verdade, indispensáveis.
Algum dia - e esse dia chega rápido... - os únicos amigos com quem poderemos contar serão aqueles poucos que fizemos, quando a amizade era coisa de amadores e não de profissionais.


Até logo, vizinhos. Vou pra dentro.

Reacções:

0 comentários: