sábado, julho 15, 2006

Hitler didn't finish the good work ?

Hitler foi o que foi, fez o que fez, não há perdão. Ponto assente.


Raciocínio.
Os sucessivos governos israelitas agradecem às nações unidas os territórios que lhes foram doados (roubados aos palestinianos) através da ocupação ilegítima de outros territórios, da subjugação e humilhação constante do povo da palestina, do constante espicaçar dos seus vizinhos baseando-se no apoio incondicional dos guarda-costas americanos ironicamente também subjugados por uma elite sionista que aos poucos foi tomando conta do aparelho de estado norteamericano.
O terrorismo é condenável. Sempre.
O terrorismo de estado praticado pelo exército assassino e sanguinário de Israel não só é condenável como execrável e, ao contrário do que eles pensam, incrementa brutalmente o anti-semitismo.
Posto isto, volto à primeira frase do texto para intercalar uma convicção cada vez mais forte: Hitler jamais terá perdão, será ad eternum lembrado pela história como um monstro. Mas, porra... pelo menos podia ter acabado o trabalho!

Reacções:

0 comentários: