Grupos Vizinho no Yahoo

Clique e subscreva

Grupos Vizinho M18

Só para adultos!

O Vizinho está também no Google +

Adicione O Vizinho aos seus amigos

Já deu LIKE ao Vizinho no Facebook?

Clique, visite e goste

domingo, junho 26, 2011

COMO ORGANIZAR PAPELADA EM CASA

COMO ORGANIZAR PAPELADA EM CASA
Procurar papéis é um desperdício de tempo e energia. E quando as contas não são pagas ou as autorizações escolares não são entregues, o preço da desorganização é pago em multas ou passeios perdidos. Neste artigo, abordaremos algumas estratégias para acabar com a confusão. Portanto, se sua ideia de organizar seus papéis é empilhá-los na mesa da sala de jantar, tente algumas das dicas a seguir:

·         designe uma área de sua casa, mesmo que seja apenas uma gaveta, para arquivar seus papéis comerciais, contas, cartas e recortes;
·         prepare um sistema de arquivamento para seus papéis importantes e recibos; isso pode ser tão simples quanto uma pasta sanfona ou um arquivo de gaveta que pode também servir de mesa auxiliar;
·         use uma pasta "miscelânea" para itens que não se encaixam em nenhuma categoria, mas certifique-se de vasculhar esta pasta quando ela encher; você descobrirá que novas categorias aparecerão, e itens desnecessários serão facilmente reconhecidos;
·         mantenha sua correspondência em um lugar da casa, e abra e arquive tudo, pelo menos, uma vez por semana; se você não puder arquivar seus papéis em intervalos regulares, use uma pasta chamada "a arquivar" para guardar itens temporariamente; reserve um tempo para arquivar esses itens;
·         pendure um cesto próximo da porta de entrada e deixe suas chaves nele, assim você sempre saberá onde elas estão; use também este cesto para contas e cartas que devem ser enviadas; quando for pegar suas chaves, você se lembrará da correspondência;
·         em casas com crianças mantenha uma prancheta especial num lugar de destaque para todas aquelas autorizações e outros documentos escolares que são facilmente perdidos;
·         em vez de usar uma agenda de endereços, tente usar fichas guardadas numa caixa; junto com nomes, endereços e números de telefone, você terá espaço para anotar aniversários; se alguém se mudar, substitua por uma ficha atualizada;
·         revise seu sistema de arquivamento periodicamente e jogue fora itens que você não precisa mais, como contas de serviços públicos do ano passado ou cartões de garantia obsoletos.
·          
Nem todos os papéis da casa precisam ser arquivados.
Planeamento e prioridades
Aniversários e consultas médicas podem ser difíceis de lembrar porque extrapolam o número de compromissos de uma rotina diária estruturada. Aqui estão algumas estratégias simples para acompanhar vários compromissos:
·         use um grande calendário de parede para acompanhar encontros, reuniões, aniversários e outros eventos;
·         faça listas, tanto diárias quanto semanais, para ter certeza de se lembrar do que precisa ser feito; ticar os itens lhe dará uma noção de realização, assim como lhe fará lembrar do que ainda precisa ser feito;
·         crie uma "lista de tarefas familiar" semanal onde os membros da família podem se inscrever para as tarefas; Isso permite a cada um dizer o que está fazendo e também compartilha a responsabilidade na realização dessas tarefas;
·         use um planeador anual para definir metas a longo prazo, tal como poupar ou planejar férias;
·         defina metas realistas; não tente concentrar actividades demais num só dia ou mesmo num ano; se você está constantemente atrasado, mantenha uma caderneta com você e escreva tudo o que você faz em alguns poucos dias; então olhe a lista objectivamente para determinar se você tentou fazer coisas a mais.
Wall calendars help organize appointments, birthdays, and other events.

Um calendário de parede pode ajudá-lo a acompanhar os encontros, aniversários e outros eventos

Orientações para um sistema de arquivamento

Ao organizar seus papéis de casa, é difícil saber quais devem ficar à mão e quais devem ser guardados num cofre. Leia as orientações abaixo.

O que arquivar em casa:

·         extractos bancários, cheques adicionais, cadernetas de poupança, cheques cancelados;

·         documentos do carro, apólices de seguro, registros de manutenção, canhotos de pagamento;
·         lista de todos os cartões de crédito com números e telefones; extratos de cartão de crédito;
·         garantias e certificados, incluindo manuais de instruções;
·         documentos da casa - apólices de seguros e documentos da hipoteca; lista das reformas da casa e os recibos; apólices de seguro de leasing ou aluguel, se houver aluguel;
·         registros de investimento - 401(k), fundo mútuo, e extrato do corretor;
·         documentos médicos - imunizações, formulários de segurança, pagamentos de seguro, receitas;
·         apólices de seguro de vida;
·         recibos de imposto - cópias de recibos de imposto do ano anterior e recibos de despesas dedutíveis que você planeja descontar no próximo ano;
·         cópia do testamento (mantenha outra cópia no escritório de seu advogado).
·          
O que guardar num cofre:

·         papéis pessoais, incluindo certidões de nascimento, certidão de casamento, passaportes, documentos do serviço militar, sentença de divórcio;
·         escritura da casa e certidões;
·         documentos financeiros, incluindo bonificações de poupança, certificados de depósito bancário, certificados de ações;
·         lista de objetos de valor (inclua uma fita de vídeo da casa quarto por quarto, se possível).

Assim que você tiver um sistema implantado para organizar seus papéis, sua casa funcionará com muito mais eficiência. Além disso, você estará melhor preparado para lidar com as emergências inevitáveis.

Bom trabalho!
 

Até logo, vizinhos. Vou pra dentro.

sábado, junho 25, 2011

Super-Bébé em ação !... 24 anos depois.

O Vídeo que postei ontem já está a fazer furor na net.
Começaram a surgir as primeiras 'versões'.
Esta tem imensa graça.



Até logo, vizinhos. Vou pra dentro.

sexta-feira, junho 24, 2011

Super-Bébé em ação !

Ele até voa em direcção ao biberão de leite.
Literalmente.
Muito bom.



Até logo, vizinhos. Vou pra dentro.

quinta-feira, junho 23, 2011

Homenagem ao Humorista Eugénio



No dia 11 de Março de 2001 morreu o grande humorista espanhol Eugenio, que era realmente um génio das piadas com o seu estilo tão peculiar. 

Em jeito de homenajem deixo-vos 25 piadas em MP3 deste magnífico humorista.

CADA NÚMERO É UMA PIADA


(Obviamente as piadas estão em espanhol, antes que alguém reclame)

Até logo, vizinhos. Vou pra dentro.

quarta-feira, junho 22, 2011

Porque nem todos os Vizinhos são como eu...

Você tem vizinhos chatos? Parvos? Idiotas? Arrogantes? Nojentos? Insuportáveis?...
Aqui está uma excelente ferramenta para lhes agradecer a companhia... ou melhor... para lhes sugerir uma mudança de morada.
O site é espanhol, traduzindo aproximadamente chama-se... "Lixa o vizinho" !
Imperdível não experimentar, imperdoável não o guardar nos favoritos para o caso de fazer falta.


Até logo, vizinhos. Vou pra dentro. Não façam barulho.

Governo de Passos Coelho prepara-se para cortar...




Até logo, vizinhos. Vou pra dentro.

terça-feira, junho 21, 2011

Gato que ladra não morde ??

Incrível a desfaçatez deste gato.
Surpreendido quando ladrava freneticamente à janela, mal vê o dono a filmar muda o 'discurso' e volta a vestir a pele de gatinho fofo.
Malandro!



Até logo, vizinhos. Vou pra dentro.

sábado, junho 11, 2011

Alimentos que baixam o colesterol

O primeiro passo para o tratamento do colesterol está na alimentação

Se já mediu os seus níveis de colesterol e estes estão elevados, com certeza que o primeiro conselho do seu médico foi o de mudar a sua alimentação.

Antes mesmo de qualquer tipo de medicação, a alimentação é a chave para um organismo saudável e em equilíbrio.

Isto porque, como nos explicou a nutricionista da Fundação Portuguesa de Cardiologia, Elsa Feliciano, «o colesterol sanguíneo é influenciado pela ingestão de colesterol e de algumas gorduras fornecidas pelos alimentos, como as gorduras saturadas e as gorduras trans».

E é com estas gorduras que devemos ter cuidado. No caso do LDL, este é potenciado pelo «consumo de produtos ricos em gordura saturada (como as carnes vermelhas e a gordura dos lacticínios), ricos em gorduras trans (como alimentos confeccionados com gorduras hidrogenadas), ou alteradas pelo calor (como fritos, margarinas hidrogenadas e alguns pratos pré-confeccionados)». No caso do colesterol HDL, este é influenciado «pelo consumo de ácidos gordos ómega-3, presentes no peixe, em vegetais e em algumas sementes e frutos oleaginosos como as nozes», explica Elsa Feliciano.

Comer de tudo, com moderação

A base de uma alimentação saudável e adequada a quem tem níveis elevados de colesterol está na diversificação. Segundo os conselhos da nutricionista Elsa Feliciano, «deve privilegiar os lacticínios magros e reduzir a frequência e quantidade das carnes vermelhas, substituindo-as por peixe e carnes brancas. É fundamental o aumento do consumo diário de legumes, quer na sopa quer a acompanhar a refeição, e também de fruta, devendo ainda ser privilegiado o consumo de cereais integrais e leguminosas».

Estes passos vão permitir ingerir mais alimentos com gorduras insaturadas ómega-3, que aumentam o HDL, o bom colesterol, antioxidantes e nutrientes que influenciam a absorção de gorduras como a fibra alimentar. Por outro lado, devem ser evitados alimentos ricos em gorduras saturadas e trans que actuam directamente nos níveis de colesterol LDL, prejudicial para a saúde. Estes alimentos devem ser deixados «apenas para de vez em quando», sublinha Elsa Feliciano.



E os níveis vão baixar mudando a alimentação?

Adoptar novos alimentos nas refeições do dia-a-dia é a primeira regra de quem precisa de baixar o colesterol (total e LDL). Mas, como explica Elsa Feliciano, «o colesterol sanguíneo é influenciado pela alimentação e pela produção hepática. Há pessoas que produzem muito mais colesterol do que o necessário e, nesses casos, a alimentação por si só não é suficiente para baixar os níveis de colesterol para os valores desejados. Mas é sempre um factor muito importante a ter em conta e deve ser a primeira medida a instituir». De que é que está à espera para começar?

Os seus melhores amigos

Os legumes e os vegetais são ricos em fibra alimentar, que influencia a absorção de gorduras, e em substâncias que ajudam a controlar o colesterol. As carnes brancas têm menores quantidades de gordura total e, por comparação com as carnes vermelhas, o tipo de ácidos gordos presentes não influencia da mesma forma o aumento do colesterol LDL. O peixe é rico em ácidos gordos ómega-3 muito importantes na prevenção das doenças que afectam o aparelho cardiovascular.

TOP ALIMENTOS

Azeite

É rico em ácido oleico. Há inúmeros estudos sobre os benefícios do azeite no que diz respeito ao colesterol, que deriva dos seus ácidos gordos monoinsaturados. Uma investigação norte-americana assegura que os adultos que consomem 25 ml de azeite, cerca de duas colheres de sopa, por dia demonstram uma menor oxidação do colesterol mau e concentrações de antioxidantes mais elevadas. E, segundo um estudo espanhol, o consumo habitual de azeite aumenta o colesterol bom entre 3 e 6%.

Abacate

É imprescindível para reduzir o colesterol. Contém gorduras monoinsaturadas, ajudando a regular o nível de colesterol e favorecendo a formação de HDL, o bom, que estimula o fígado a eliminar o LDL, o mau. Como é uma fruta rica em fibra favorece a eliminação e a não fixação do colesterol.

Alcachofra

Baixa o LDL. Os princípios amargos das folhas de alcachofra, como a cinarina, são potentes protectores do fígado, o órgão por onde passam quase todas as substâncias. Está ainda em estudo um novo composto, a luteolina, que também poderá ter um papel importante na redução do colesterol.



Arandos

Reduzem o mau e aumentam o bom.

Desde há algum tempo que se sabe que a substância própria desta baga, o pterostilbene, é capaz de estimular a proteína receptora das células-chave da redução do colesterol e de outras gorduras presentes no sangue, diminuindo o LDL e o colesterol total em 20%.

Uma investigação recente concluiu que, se 2% da nossa alimentação for à base de arandos (vermelhos ou azuis), o colesterol total diminui.

Frutos secos

Mesmo sendo bastante energéticos não contêm colesterol. Para além disso, aumentam o HDL, colesterol bom, e as suas fibras são óptimas a eliminar o LDL. Um estudo espanhol realizado em 200 espaços de saúde demonstrou que incluir nozes na alimentação diária protege a oxidação das partículas que transportam o colesterol no sangue, reduzindo assim o seu alojamento nas artérias.

Romã

Pode usufruir de todos os seus benefícios em sumo. Um estudo da Academia Nacional de Ciências, em Espanha, revelou que o sumo de romã reduz a acumulação de resíduos de colesterol, aumentando a produção de ácido nítrico. Este sumo tem um duplo efeito: reduz o mau colesterol e aumenta o bom, devendo ser tomado diariamente (180ml) durante três meses para reduzir o risco de aterosclerose.

Leguminosas

Têm pectina, que reduz o colesterol total e o nível de LDL, fazendo com que seja eliminado do organismo. Para além disso, são ricas em lecitina, uma substância que emulsiona as gorduras, ajuda a descartá-las e a formar HDL, o colesterol bom. Por último, as saponinas são capazes de captar o colesterol alimentar no intestino, impedindo que chegue ao sangue.

Maçã

Coma uma por dia. Também contém pectinas, tal como as leguminosas. Por outro lado, é rica em antioxidantes, como os flavonóides, que evitam que o sangue se torne mais espesso devido ao colesterol e forme coágulos. Outra substância interessante presente na maçã é a metionina, um aminoácido essencial que ajuda o fígado a processar as gorduras.



Peixe azul

São ricos em ácidos ómega-3. Depois de descobertas as qualidades das suas gorduras – os ácidos gordos ómega-3 – converteu-se num dos alimentos mais recomendados para um estilo de vida saudável. Este ácido gordo contribui para o controlo do nível de colesterol e previne doenças cardíacas.

Soja

Este vegetal pode ser consumido sob várias formas. Uma delas são os rebentos de soja que são fáceis de encontrar nos supermercados mas não têm isoflavonas. Os produtos de soja que realmente interessam para atacar o colesterol são aqueles que aproveitam a proteína da soja (tofu, sobremesas, bebidas tipo leite...). A proteína da soja e as suas isoflavonas produzem uma redução do colesterol LDL, graças às quantidades de ómega-6 e ómega-3, que incide sobre a protecção cardiovascular. Recomenda-se o consumo de 25 a 60 g de soja diariamente.

Alho

Evita a oxidação do LDL. O alho em pó contém cerca de 1% de aliína que, na presença de uma enzima específica, se transforma em alicina. Este activo reduz o colesterol e os triglicéridos (outro tipo de gordura). Para além disso, contém quercetina, um poderoso flavonóide que evita que o colesterol mau oxide e adira às paredes das artérias. Deve-se ter em atenção que o alho é anticoagulante, reduz a agregação das plaquetas, pelo que deve ser evitado em excesso por pessoas com tendência para hemorragias.

Coma mais

- Sopa
- Saladas
- Fruta
- Cereais integrais
- Leguminosas
- Peixe
- Carnes brancas como frango ou peru

Coma menos

- Carnes vermelhas como vaca, borrego e cabrito
- Lacticínios gordos ou meio gordos
- Alimentos pré-confeccionados e fast food
- Pastelaria industrial doce ou salgada
- Enchidos

Texto: Ana Catarina Alberto com Elsa Feliciano (nutricionista da Fundação Portuguesa de Cardiologia)


Até logo, vizinhos. Vou pra dentro.