sábado, setembro 18, 2004

Ladrão Fónix...

Num congresso médico, depois das conferências do dia, os colegas encontram-se no bar do hotel. Alguns contam suas últimas conquistas.
O Australiano começa:
- Tivemos um fulano que foi atropelado por uma jamanta e a única coisa intacta que tínhamos era seu dedo mindinho.
A nossa equipa conseguiu, pelo DNA, refazer a mão, um novo braço, um novo corpo! O paciente ficou tão bom,que, de volta ao trabalho, tirou o emprego a cinco pessoas!

O Americano diz:
- Isso não é nada! Nós tivemos o caso de um operário que caiu no reactor atómico de uma central nuclear!
A única coisa que sobrou foi um tufo de cabelo.
Pelo DNA conseguimos reconstituir seu corpo todo, completinho.
Depois de ter alta, esse sujeito mostrou-se tão eficiente que cinquenta pessoas perderam o emprego!

O Português pede a palavra:
- Olhem, o caso que vou contar é muito mais interessante.
Um dia estava andando pelo corredor de um ministério e senti o cheiro de um peido.
Imediatamente, capturei-o num saco de plástico e levei-o para o laboratório.
Do peido, fizemos um ânus, em seguida reconstituímos o intestino, e depois, pouco a pouco, todo o corpo.
Ao projecto desta criatura chamámos Bagão Felix e teve um desempenho tão fantástico que, quando começou a trabalhar, meio milhão de pessoas perderam o emprego!

Até logo, vizinhos.
Vou pra dentro.

Reacções:

0 comentários: