sexta-feira, março 25, 2005

Uma boca (foleira)

Os vizinhos já devem saber que nesta nova fornada de cromos que entraram para a Quinta das Nulidades está um rapaz, quer dizer, uma rapariga, bem... não é bem isso... é ... uma gaja que já foi gajo, pronto.
Ora bem, eu li algures que a (agora) moça, apesar de ter nascido menino sempre teve comportamento e aspecto femininos e que ao atingir os 18 anos decidiu mudar o corpo para ficar de acordo com a mente, ou seja para ser uma mulher completa.
Eu acho muito bem que tenha tido a coragem de assumir o seu lado feminino, senão andaria uma vida inteira a martirizar-se fingindo ser o que na realidade não era.
Ás tantas ainda acabava por casar com uma mulher e ter filhos mas nunca seria completamente feliz.
Olhem, assim ao calhas ocorrem-me já dois exemplos, o Claudio Ramos e... o Néné!

Até logo, vizinhos.
Vou pra dentro.

Reacções:

0 comentários: